A Festa de Pentecostes

postado em: Artigos | 0

topo

A Festa de Pentecostes é uma das celebrações judaicas do Antigo Testamento que tomou lugar também no Cristianismo. Era uma festa da qual Jesus participava e que, após sua Ascenção, adquiriu novo significado para a Igreja de Cristo, com a vinda do Espírito Santo.

2No Antigo testamento, a festa foi tomando novas motivações com o passar do tempo e também novos nomes. A celebração era conhecida incialmente por vários nomes: Festa da colheita, pois era celebrada a colheita dos grãos da Terra, que eram divididos entre todos os participantes como uma oferta a Deus; Festa das semanas, pois a duração é de sete semanas; Festas das Primícias, pois é a entrega dos primeiros frutos da Terra a Deus. O nome Pentecostes foi adotado mais tarde, no grego significa “50 dias depois”, devido à festa começar 50 dias depois da Páscoa.

Também guardarás a festa das semanas, que é a festa das primícias da sega do trigo, e a festa da colheita no fim do ano.

(Êxodo 34:22)

A entrega da Torá também é um motivo da comemoração judaica de Pentecostes. É tradição entre os Judeus o estudo da Lei durante certo período da festa. Inicialmente a celebração era exclusivamente no campo, onde se reuniam pessoas de todas as classes para aproveitarem dos frutos da colheita. Depois se acrescenta a questão da Lei e a festa passa a ser celebrada em Jerusalém

E te alegrarás perante o SENHOR teu Deus, tu, e teu filho, e tua filha, e o teu servo, e a tua serva, e o levita que está dentro das tuas portas, e o estrangeiro, e o órfão, e a viúva, que estão no meio de ti, no lugar que o SENHOR teu Deus escolher para ali fazer habitar o seu nome.

E lembrar-te-ás de que foste servo no Egito; e guardarás estes estatutos, e os cumprirás.

(Deuteronômio 16:11-12)

3Era uma festa em que se afirmava o sentido da fé no Senhor, se aprendia a fraternidade unindo pessoas de todas as classes sociais e de lugares diferentes, se aprendia a repartir os dons, pois todos os frutos da colheita eram divididos aos participantes da festa, e se agradecia a Deus pelos dons da terra e por todas as Suas manifestações de bondade.

Em Israel a Festa de Pentecostes sempre inicia no domingo, quando os judeus se reúnem no Muro das lamentações ao nascer do dia para orações, depois de terem passado a noite no estudo da Torá.

4

Jesus e os apóstolos, no Novo Testamento, celebravam sempre a Festa de Pentecostes. Mas foi após a Ascenção de Jesus que a festa tomou um sentido totalmente cristão, sem abandonar as razões antigas.

Na Primeira celebração sem o corpo de Jesus na Terra, estavam pessoas vindas de todos os lugares do mundo para a Festa, quando o Espírito Santo visitou pela primeira vez a Igreja de Cristo na Terra.

E todos foram cheios do Espírito Santo, e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito Santo lhes concedia que falassem.

E em Jerusalém estavam habitando judeus, homens religiosos, de todas as nações que estão debaixo do céu.
E, quando aquele som ocorreu, ajuntou-se uma multidão, e estava confusa, porque cada um os ouvia falar na sua própria língua. (Atos 2:4-6)

5A celebração judaica e cristã tem muito em comum. Assim como os judeus comemoram a entrega da Torá, a Palavra de Deus escrita, os cristãos comemoram o Espírito de Cristo, que é a Palavra encarnada.

E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai, cheio de graça e de verdade. (João 1:14)

Por esse motivo os cristãos devem orar sempre pelos judeus, para que estes que já receberam a presença de Deus e Sua Lei no Monte Sinai, possam também receber o Espírito Santo.

Irmãos, o bom desejo do meu coração e a oração a Deus por Israel é para sua salvação.
Porque lhes dou testemunho de que têm zelo de Deus, mas não com entendimento.

Porquanto, não conhecendo a justiça de Deus, e procurando estabelecer a sua própria justiça, não se sujeitaram à justiça de Deus.

Porque o fim da lei é Cristo para justiça de todo aquele que crê. (Romanos 10:1-4)