Israel e as tecnologias para a educação

postado em: Notícias | 0

Israel é reconhecido mundialmente pela seu alto desenvolvimento tecnologico nos mais diversos setores, gerando uma receita crescente para sua economia e agregando valor para seus investidores que vem levando centenas de empresas multinacionais a abrirem centros de pesquisa no país. Um setor que vem se destacando gradativamente é o educacional.

Aliando tecnologias e pesquisas com profissionais especializados na área, diversas empresas israelenses vem desenvolvendo software educacionais com métodos modernos e eficientes que acompanham a nova tendência de ensino nas escolas, que cada vez mais se utilizam de dispositivos eletrônicos e interação virtual para passar conteúdo aos alunos. O crescente setor engloba empresas desde de educação direta com métodos diferenciados até áreas de monitoramento de conteúdo e segurança.

Um exemplo, é a empresa Learni, que através de seu sistema possibilita o professor a transmitir o conteúdo das matérias para os alunos em seus respectivos tablets, conferindo simultaneamente e com estatísticas imediatas, quais alunos estão tendo dificuldade nos exercícios e quais perguntas demoraram a serem respondidas permitindo ao professor poder parar a aula e poder esclarecer as dúvidas dos alunos. Ao mesmo tempo, permite uma autorreflexão do professor para corrigir seu método de trabalho.

A Fourier possui soluções para diferentes matérias, como ciências, matemática e inglês que tornam as respectivas matérias interativas e com um alto grau de absorção de aprendizado. Outras como a Jumboard, são mais focadas para crianças do primário, onde através de seus brinquedos e jogos permitem um ensino de desenvolvimento diferenciado.

Como pano de fundo para as empresas, Israel possui um currículo impressionante sendo o líder mundial em participção do PIB em pesquisa em desenvolvimento (4,25%) e também em empreendedorismo, figurando entre os 20 melhores países do mundo em qualidade de vida e 98% de sua população alfabetizada. Além disso, o setor de Hi Tech médio que segundo o Ministério da Economia é o setor que mais cresce em exportações, (atualmente girando em torno de 37% das exportações israelenses) é onde enquadra o setor de software educacional que visa aproveitar esse momento e expandir para outros mercados entre eles a América Latina.

Fonte: Pletz