Provável casa de Maria Madalena escavada em Israel

postado em: Notícias | 0

Aquilo que se afigura ser uma sinagoga acabou por ser trazido à luz do dia através das escavações que arqueólogos têm vindo a realizar em Magdala, a cidade natal de Maria Madalena, uma das mais fiéis seguidoras do Messias Jesus.

Segundo a reportagem da CNN, o padre Juan Solana comprou há 6 anos atrás um terreno no Norte de Israel – na Galiléia – para construir ali um centro cristão de retiros. Segundo a lei vigente em Israel, ele teve de fazer testes ao terreno através de escavações, tendo descoberto uma sinagoga que se crê ser do 1º século d.C.

“Este é um lugar sagrado, tenho a certeza disso” – afirmou Solana aos repórteres. Segundo o Novo Testamento, Jesus andou pregando pelas sinagogas da região da Galiléia. Esta sinagoga recentemente escavada é a única na região que terá existido durante os dias de Jesus, sendo por isso mais que provável que Ele ali tenha pregado.

“Ela – Maria Madalena – vivia aqui, encontrou Jesus aqui e continuou com Ele. Sim, este é o lugar” – confirmou o arqueólogo sénior israelita Arfan Najar, que supervisiona as escavações em Magdala.

“Esta é a sinagoga mais próxima de Cafarnaum, onde Ele viveu. Por isso é provável que Ele tenha estado por aqui muitas vezes” – acrescentou Solana.

Até agora, os arqueólogos já escavaram pavimentos em mosaico, pinturas, louças e moedas. A descoberta maior é no entanto é a”pedra de Magdala”, um bimah.

PEDRA DE MAGDALA

Falando acerca desta plataforma em pedra gravada, Solana explicou: “Esta é a primeira vez que uma menorah – candelabro -gravada na pedra é encontrada fora de Jerusalém.”

Para além desta descoberta, os arqueólogos trouxeram ainda à luz os banhos de purificação existentes na cidade e uma bacia que seria provavelmente para a lavagem das mãos para os cidadãos que entravam na sinagoga. A bacia tem mais de 2 mil anos e o próprio Jesus poderá ter ali lavado também as Suas mãos.

Fonte: Shalom Israel