Museu Arqueológico

Museu Arqueológico – Atenas, Grécia

O Museu Arqueológico Nacional de Atenas, ligado ao Ministério da Cultura da Grécia, é um dos mais importantes museus de antiguidades do mundo, com uma vasta coleção de artefatos e obras de arte da civilização grega desde os seus primórdios até o fim da era romanizada.

A necessidade da criação de um museu arqueológico na Grécia foi sentida desde a fundação do moderno estado grego. Um primeiro museu foi estabelecido em Egina por Ioannis Kapodistrias, em 1829. Quando a capital do país passou a ser Atenas as coleções já acumuladas foram transferidas para diversos prédios da capital. Em 1858, foi lançado um concurso internacional para o projeto de um prédio definitivo, mas a iniciativa não deu frutos. Em 1865, Eleni Tositsa doou uma larga área vizinha à Universidade Técnica, e já existindo fundos para uma eventual construção, provindos do Estado grego, da Sociedade Arqueológica e de Nikolaos Vernardakis, as obras começaram em 1866 a partir de um projeto de Ludwig Lange realizado por Panagiotis Kalkos.

A ala oeste foi completada em 1874, possibilitando o início da transferência da coleção, ao mesmo tempo que era iniciada a parte central, já com supervisão de Ernst Ziller, que também redesenhou a fachada e fez outras interveções no restante do edifício, que foi entregue ao público em 1889, já com uma grande coleção exposta. A ala leste foi anexada entre 1903 e 1906, e como a coleção não cessava de crescer, foram demolidas as dependências acanhadas no lado leste para dar lugar à moderna ala de dois andares, desenhada por G. Nomikos e finalizada em 1939, passando a abrigar os setores administrativos do museu.

Durante a Segunda Guerra Mundial todas as antiguidades foram encaixotadas e levadas para locais seguros, a fim de evitar o risco de dano por bombardeio e saques, e gradualmente vieram novamente a público a partir de 1945. O processo de reinstalação do museu se prolongou até 1964, época em que o prédio recebeu mais ampliações para depósitos. Em 1999 o edifício foi gravemente danificado por um terremoto, e foi fechado para reparos até 2004, quando reabriu a tempos para a realização dos Jogos Olímpicos em Atenas, mas só um ano mais tarde a reorganização das coleções foi concluída.

As coleções

Originalmente o museu se destinava a abrigar os achados nas escavações empreendidas no século XIX na própria cidade de Atenas e arredores, mas gradualmente passou a ser enriquecido com peças provenientes de outros locais. Em 1890, Ioannis Dimitriou doou parte do que hoje constitui a Coleção Egípcia, e em 1893 o acervo da Sociedade Arqueológica também passou para o museu. Do século XX em diante uma multiplicidade de peças que vêm sendo trazidas à luz por novas escavações têm sido integradas ao acervo, que atualmente conta com mais de 20 mil itens que oferecem um abrangente panorama da civilização grega desde seus primórdios na Pré-história até o fim da Idade Antiga.

Coleção neolítica

A coleção neolítica mostra as peças mais antigas do museu, dispostas em um ordem cronológica que se estende até a Idade do Bronze inicial. Elas provêm de povoações e cemitérios tanto do continente como das ilhas, e incluem estatuetas, vasos, armas, joias, ferramentas e outros objetos que datam de 6800 a 3 300 a.C., e proporcionam ao visitante uma apreciação das técnicas artesanais e decorativas dos primeiros habitantes da Grécia e também um conhecimento sobre seu cotidiano.

A transição do Neolítico para as peças da Idade do Bronze, que perfazem uma outra sub-coleção, é ilustrada por uma série de machados de bronze. Os itens mais antigos deste segundo período são objetos de ouro e bronze típicos das culturas do nordeste do Egeu, e ofertas votivas de prata e bronze de túmulos em Lêucade. Também são mostrados achados de sítios arqueológicos importantes como os de Sesclo, Dimini e Orcômeno.

Coleção cicládica

Esta coleção apresenta relíquias da Civilização Cicládica, que floresceu nas ilhas Cíclades durante a Idade do Bronze e se caracterizou principalmente por sua cultura ligada ao mar, à metalurgia e à produção de esculturas e cerâmicas de traços inconfundíveis. A coleção inclui um acervo escavado por Ch. Tsountas e K. Stephanou em várias ilhas, e pela Escola Britânica de Atenas em importantes sítios de Filácopi e Milos.

Coleção micênica

Esta seção abrange peças principalmente do fim da Idade do Bronze, provenientes de centros na Argólida, em especial Micenas, mas também de Messênia, Lacônia, Ática e outras regiões gregas. Importantes são os achados de Schliemann na região das tumbas reais de Micenas, dentre os quais se destaca a máscara mortuária que supostamente cobria a face de Agamenão.

Outras salas são dedicadas a exibir objetos escavados nas cidadelas e acrópoles de Micenas, Tirinto e Pilos, que ilustram as relações políticas e comerciais entre a região e Chipre, Egito e Oriente Próximo, com placas fúnebres, urnas de ouro, prata e electro (uma liga de ouro e prata), peças de alabastro e cristal, jóias e objetos de âmbar. Também fazem parte da seção evidências de sítios Micênicos de fora do Peloponeso, como os da Tessália, Escópelos e Cítera.

Coleção de Tera

Os achados de Tera compreendem peças cerâmicas, bronzes e sobretudo os afrescos da localidade de Acrotíri, um dos mais importantes centros urbanos pré-históricos do Egeu e destruído por vulcanismo no século XVI a.C. Os afrescos se preservaram em excelente estado por terem sido protegidos por camadas de cinza vulcânica, e mostram vívidas imagens de pescadores, vegetais, animais, crianças, e as primeiras representações de uma cidade e de desportistas encontradas na arte grega. Também são mostrados artefatos em bronze, cerâmica e pedra de Micenas, Cnossos e Filácopi pertencentes à coleção pré-histórica.

Fonte: Wikipédia

Quer mais informações? Solicite nosso contato!

Atenção! Iniciado o atendimento através de nosso canal direto ou através de uma agência de turismo, o atendimento deverá ser finalizado por este mesmo canal. Ou seja, se pretende ser atendido pela sua agência pedimos que já solicite inicialmente a eles a cotação.

Você quer viajar?

Ligue para: Telefone: 11 3422-2664 Whatsapp: 11 95328-9074

Você é uma agência de turismo?

Ligue para: (11) 3815-2121 

Você quer montar uma caravana?

Ligue para: (11) 3031-6374 

Ou Preecha o formulário abaixo:

Como conheceu a Terra Santa Viagens?Você é:
Você prefere contato por:Aceita receber nossas promoções?
Sim, por email
Sim, por whatsapp

Mais sobre a Terra Santa Viagens

Horário de Atendimento 

Atendimento individual
Segunda à sexta das 9hs às 18hs
Sábados das 9hs às 13hs 

  • Telefone: 11 3422-2664
    Whatsapp: 11 95001-4629

Criação de Caravanas
Segunda à sexta das 9hs às 18hs
Telefone 11 3031-6374

Atendimento Agencias
Segunda à sexta das 9hs às 18hs
Telefone 11 3815-2121

Endereço

Rua Mário Gonçalves de Oliveira, 153

São Paulo - SP

ATENDIMENTOS APENAS COM HORA MARCADA
De segunda à sexta em horário comercial